Quando você decide advogar, a primeira coisa que pensa é: como vou conseguir clientes?

Bom, aí começa uma longa e difícil jornada.

Na advocacia, como é sabido, não basta você estar por dentro das atualizações legislativas e jurisprudenciais, mas sim, conquistar a confiança do seu futuro cliente, para que então ele possa indicar seus serviços para o seu ciclo social.Os advogados têm a responsabilidade de guiar seus clientes pelo sistema jurídico, com segurança, não só na esfera jurídica, mas também no relacionamento pessoal, até porque o cliente se torna um confidente do seu advogado, e aí começa a aplicação do sigilo de informações entre advogado e cliente.

Mas como fazer com que aquele possível cliente passe a me ver como um advogado em potencial?

Transmita Confiança.

Antes de qualquer coisa, para que você consiga transmitir confiança em assuntos da sua área de atuação, você precisa estar seguro sobre o assunto, ou seja, conhecer temas relevantes para a sociedade.Para isso, mantenha-se bem informado, com temas atuais que estejam em alta na sociedade, como o caso das mudanças na previdência, por exemplo.Não é necessário que você seja um especialista em todos os temas, mas tenha as informações necessáriaspara quandosurgir uma oportunidade você tenha noção do que o seu futuro cliente está lhe passando, e como consequência disso, você possa entregar uma boa referência dos seus serviços para ele.

Nunca pare de estudar e adquirir conhecimento.

Faça pesquisas, estude a área de atuação do seu cliente em potencial, procure por temas que sejam relevantes para ele, como por exemplo, caso ele seja um empresário, entenda como funciona o processo de abertura e formalização de uma Startup.

Avance com cuidado, não vá com muita sede ao pote.

Não force a barra com o cliente, seja sutil quanto aos seus serviços, deixe que ele demonstre interesse em possíveis contratos com você, e principalmente, caso ele apresente uma demanda que não seja viável, informe a ele os eventuais riscos. Deixe bem claro que segundo sua experiência, talvez não haja procedência ao final da lide, não tente simplesmente fechar contratos para ganhar seus honorários.Preze sempre pela sinceridade e com isso conquistará a confiança dele, e este indicará seus serviços para o seu meio social consequentemente você poderá obter um maior número de clientes, pois a advocacia, em sua grande e esmagadora maioria trata-se de indicação.

Faça muito Networking.

Outro ponto de extrema importância,para se tornar um advogado conhecido, é ser visto e lembrado.Para isso, é importe você frequentar eventos, cursos em sua cidade ou até mesmo em comarcas próximas. Nesses eventos, aproveite para fazer o famoso NetWorking, que nada mais é que  construir uma rede de contatos profissional para trocar experiências e informações e potencializar oportunidades através de relacionamentos.Em um ambiente profissional, é muito comum encontrar diversas opiniões quando o assunto é networking. E isso pode variar bastante, de acordo com as profissões.Fique de olho em oportunidades, quem foca apenas em grandes contratos perde chances em negócios menores que podem gerar uma boa projeção do seu nome e do seu escritório.

Não pensa apenas como advogado, veja o direito como um negócio.

Tenha uma visão empreendedora. Para isso esteja sempre ligado ao mercado em que você está inserido para estudá-lo e, consequentemente, detectar possíveis parcerias, mais uma forma de ficar conhecido.Vale ressaltar que o advogado pode fazer parcerias com outras áreas. Dependendo do campo em que você atua, procure por contadores, se você trabalha com revisionais bancárias, ou ações trabalhistas. Você também pode buscar por outros profissionais, como psicólogos, engenheiros, e muitos outros. Na área do direito, existem inúmeras formas de fazer parcerias. Para você, iniciante, uma boa dica é enxergar que os grandes concorrentes podem se transformar em parceiros potenciais, uma vez que você tendo uma estrutura pequena, poucos colaboradores, carteira de clientes irregular, não conta com grandes valores para investimento sozinho, sendo de grande valia construir esse tipo de parceria. Assim, num quadro como este, se isolar de seus concorrentes é perder a oportunidade de implementar projetos mais arrojados, que demandem uma estrutura e um investimento maior.O seu concorrente pode ajudá-lo a realizar os seus projetos mais ambiciosos, se você estiver disposto a abrir mão de parte dos seus resultados. Mas fique tranquilo, esse tipo de parceria beneficie ambas as partes.Saiba que na advocacia, as parcerias podem não ser exclusivamente para ganhar dinheiro, isso não deve ser um objetivo principal. Essas parcerias podem ter vários objetivos, comodivisão de tarefas, ampliaçãoda rede de contatos, reunir conhecimentos diferenciados, ampliar seu pensamentos e ainda em novas áreas.

A construção da sua reputação é um trabalho diário. Para isso, procure trabalhar da forma mais transparente e eficaz possível, mantendo um bom relacionamento com seus clientes e parceiros.Lembre-se de que oshonorários não são a única medida do sucesso. Muitas vezes, aquele caso em que você atuou como voluntário ou no qual cobrou pouco é que pode fazer a maior diferença. Na advocacia o reconhecimento do cliente, é de grande valia, fique ligado!

Dicas Básicas de Marketing Digital para Advogados